Publicado em : 09/06/17

Citroën C3 e Aircross ganham câmbio automático de seis marchas




Do: Primeira Marcha


Depois de anos limitando o desempenho dos Citroën, o câmbio automático de quatro marchas AT8 foi abandonado. A linha 2018, de C3 e Aircross adota transmissão automática de seis marchas, já usado em modelos maiores da marca. Há ainda outras pequenas novidades para o hatch e o monovolume aventureiro.

No Aircross a transmissão automática de seis marchas fornecida pela Aisin chega no momento que o modelo abandonará o 1.5 8v (89/93 cv). Agora, todas as versões usam o 1.6 16v (111/118 cv) que, inclusive, perdeu 4 cv com etanol. Talvez pelo tamanho e peso do Aircross a Citroën tenha optado por não trocar o motor 1.5 pelo o 1.2 12v Puretech (84/90 cv), como fez no C3.

O câmbio automático está disponível para as versões Live e Shine. A primeira custa R$ 67.990 e te central multimídia com tela de sete polegadas, luzes diurnas (DRL) em LED, rodas de 16 polegadas e faróis de neblina. Já a segunda sai por R$ 76.400 e soma câmera de ré, bancos parcialmente em couro, sensor de chuva, piloto automático, entre outros.

No caso do C3, há uma nova versão de entrada com câmbio automático, a Attraction. Custa R$ 58.540 e sai de fábrica com central multimídia e faróis de neblina. A Tendance (R$ 61.940) soma para-brisa Zenith e rodas de liga leve de 15 polegadas. Já a Exclusive (R$ 65.490) acrescenta sensores de chuva e luminosidade, limitador de velocidade e rodas aro 16?. A cor marrom Dark Carmin é outra novidade.

Deixe um comentário

Sobre autor

Assinar Site por Email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este Site e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Citroën C3 e Aircross ganham câmbio automático de seis marchas